Baú de Traços & Troços
Nascer,morrer, renascer ainda, tal é a lei (Kardec)
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos FotosFotos PerfilPerfil Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos

Silencio ensurdecedor. Olhares distantes. Pensamentos vagando entre os espinhos da angústia ante a perda iminente. A pergunta semiafogada no caudal de lágrimas doridas, apenas contida pelo orgulho necessário do momento, emerge rouquenha do amago da alma em sofrimento. A derradeira esperança de um “NÃO” consolador, queda-se vencida na liça formidável da vida, ante o “SIM”, decidido e vibrante, próprio dos que sabem comandar sua vontade. Depois, o vazio absoluto, como se o corpo estivesse sem alma, perdida no barulho silencioso de seus passos, rápidos e vibrantes, a contrario sensu dos meus, lentos e pesados, em direção ao nada ou à solidão.

 
palhinha
Enviado por palhinha em 15/04/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários