Baú de Traços & Troços
Nascer,morrer, renascer ainda, tal é a lei (Kardec)
Capa Meu Diário Textos Fotos Perfil Livro de Visitas Contato Links
Textos
Ando pelas rotas das vidas em desvairados sonhos de esperança e perdão. Meus sentidos feneceram, vitimados pelas nefastas ilusões de prazeres vãos. Meus sentimentos mais puros se fizeram prisioneiros dos cantos profanos de sereias vis. Refugiaram-se minhas musas no silencio da dor. Quem quiser meus versos, há de os encontrar nas quebradas do inferno. Inda assim, sua lembrança me conforta, mesmo no fel de minhas lágrimas.
 
palhinha
Enviado por palhinha em 28/02/2019
Alterado em 28/02/2019
Comentários